quinta-feira, 27 de agosto de 2015

mais 2 haiku



O vento gelado -
aconchega-se no fumo
que sai da chaminé.

27-08-2015
©


O trovão súbito -
ainda faz estremecer
as rosas na jarra.

4-8-2015
 ©


domingo, 2 de agosto de 2015

DOIS HAIKU




HAIKU,  
de Richard Brautigan  (Estados Unidos, 1935-1984)

Out of the haze
The dog brings back
The wrong stick

Por causa da névoa
O meu cão traz-me de volta
O pau errado.


© Versão minha


#


Controle de passaporte -
a minha sombra espera
já do outro lado.


29-7-2015

© 

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

HAICAI





Com um manto de plumas
Rasgou a cinza do dia
Com todas as cores


20-11-2014

© 


(Estátua de Bashô, em Iwate, Japão)

domingo, 31 de agosto de 2014

quarta-feira, 9 de julho de 2014

terça-feira, 10 de junho de 2014

BESTIÁRIO, COM UMA ALUSÃO AOS HAIKU



“el tigre vocativo de mi verso/ es un tigre de símbolos y sombras”

J.L.Borges


 Para o João de Mancelos

 
O canto da cotovia na planície libertou

de tudo os olhos de Bashô, mais longe

no majestoso

albatroz, Walt Whitman

rente ao céu, tem um desejo azul

 
Depois o cântico lunar do grilo

que voa nos ouvidos de Alexandre

o nosso O’Neill

 
Por fim, da nossa infância

o destino branco

na baleia de Melville.

 
1-5-2014
©